1 de julho de 2015

Top 8: livros que todo mundo deveria ler

Eu nunca fui do tipo louca por leitura (me julguem).
Lembro que, no colégio, era uma “briga” pra me convencer a ler qualquer coisa quando tinha que fazer algum trabalho. Em minha defesa: Que criança gostaria de ler um livro cujo título era “tambores silenciosos”, 200 e poucas páginas de letras miúdas e sem ilustração nenhuma? Fala sério! hahahaha

Mais tarde, li alguns livros, por influência dos meus pais, porque eles também tinham lido anos atrás. Esses mudaram meu jeito de pensar e à partir dalí, eu fui me interessando por outros livros e assim fui indo. Nenhum deles era de leitura obrigatória. Tá explicado, né? Hahahaha

Os poucos livros que li, quando eu era beeeem mais nova, fizeram tanta diferença na minha vida que, eu resolvi juntá-los com alguns mais atuais e fazer uma seleção de livros que, eu acho, todo mundo deveria ler.

Bóra?

1. O PEQUENO PRÍNCIPE – Antoine de Saint-Exupéry
PSX_20150701_123644

Apesar do nome e das lindas ilustrações, se engana quem acha que é livro só para crianças. É preciso de um alcance muito maior pra entender as mensagens que ele nos apresenta, pois é de alto teor filosófico. Um gurizinho loirinho que busca por sentimentos diferentes e depois de descobrir que tudo que mais precisa está no seu planeta de origem, mas não é possível voltar, vai te emocionar e te proporcionar um lindo encontro com a criança que tu foi um dia. Das frases que eu amo: “Foi o tempo que dedicaste á tua rosa que a fez tão importante.” e “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas.” É muito amor!

2. O RETORNO DO JOVEM PRÍNCIPE – A.G. Roemmers
PSX_20150701_123726

Um livro pra todas as idades que te impede de esquecer coisas como o amor, fraternidade, educação e família. Valores que são alicerces das sociedades civilizadas e humanas.
O pequeno príncipe cresceu e resolveu revisitar nosso planeta. Foi encontrado, desacordado, por um viajante numa estrada da Patagônia. Ao acordar, o viajante o reconhece e seguem juntos numa viagem que rende uma conversa profunda e surpreendente.

3. O DIÁRIO DE ANNE FRANK – Edição definitiva por Otto H. Frank e Mirjam Pressler
PSX_20150701_124013

Relato emocionante de uma guriazinha judia, escrito durante a Segunda Guerra Mundial enquanto se manteve escondida dos nazistas, com a sua família e mais quatro pessoas, no anexo de um sótão secreto de um escritório em Amsterdam.
Embora o fato seja verídico e saibamos que eles foram delatados e levados para o campo de concentração, onde mais tarde, com 15 anos, Anne é morta, desperta uma ansiedade para que tudo dê certo e eles não sejam descobertos.

O fato é discutido até hoje, não só por ser história, mas porque, infelizmente, o mundo apresenta tanto preconceito com esse e com aquele, porque é homossexual, negro, mulher e etc. Ou seja, temos todos os elementos pra todo aquele horror se repetir. Cês não acham? #triste

4. A MENINA QUE ROUBAVA LIVROS – Markus Zusak
PSX_20150701_124200

Mais um livro contando sobre o Holocausto, mas dessa vez é pela visão de uma guria quando seus pais ajudam a refugiar um judeu. Ver o outro lado é super interessante, porque mostra que nem todos os alemães estavam de acordo com tratamento dado aos judeus.

5. POLIANA – Eleanor H. Porter
PSX_20150701_123912

O livro mais lindo que já li. É uma história comovente de uma guriazinha que fica órfã de pai e mãe e vai morar com a tia. Ela passa por muitas dificuldades, mas aprendeu com o pai dela o jogo do contente, que ajuda ela a sempre ver o lado bom das situações. Assim, fortalecida, ela ensina o jogo pra todos na sua volta pra transmitir coisas boas. A obra desencadeou uma onda de esperança no mundo todo.
Sempre que algo me chateia, minha mãe diz pra eu ser Poliana. Virou sinônimo de otimismo. Deu até vontade de ler de novo. Eu amo esse livro. E foi o primeiro que eu li inteiro e me fez ter vontade de ler outros. #nostalgia

6. POLIANA MOÇA – Eleanor H. Porter
PSX_20150701_124102

Cês viram que as minhas indicações estão quase todas em parzinho, né? É porque são boas mesmo. Juro.
Nesse livro, a Poliana, já crescida, volta da cidade grande, onde ela vê a indiferença das pessoas e fica chocada. Nessa fase, ela enfrenta vários obstáculos sem perder o otimismo e se apaixona por um jovem. Óummmm Que linda!

7. ATRAVÉS DO ESPELHO – Jostein Gaarder

Esse eu li emprestado de um amigo. Não tenho e nem achei uma boa foto da capa dele pra mostrar pra vocês. #chateada
Acho que é o livro mais triste do autor, mas que leva a uma boa reflexão. É a história de uma guriazinha chamada Cecília que passa boa parte do tempo na cama, pois está muito doente. Por esse motivo ela passa a receber a visita de um anjo e ela vai descobrindo coisas da sua própria existência e anotando num caderno. O livro te leva a entender que podemos ver tudo no espelho, obscuramente. Se polirmos nosso espelho, veremos além, mas deixaremos de ver a nós mesmos. É super filosófico, envolvente e emocionante. Eu chorei quando li. #novidade

8. AS VANTAGENS DE SER INVISIVEL – Stephen Chbosky
PSX_20150701_001224

Esse eu também não tenho, mas consegui uma imagem.
Foi adaptado para o cinema em 2012. Conta a história do adolescente Clarlie que enfrenta vários problemas e tem dificuldade de fazer amigos. Através de cartas, ele conta como conheceu Sam e Patrick e como a amizade mudou sua vida.

Então é isso, meus amores e minhas amoras. Gostaram dos livros? Já leram algum ou ficaram com vontade? Garanto que todos valem muito à pena.
Quem sabe cês não aproveitam as férias de julho ou um final de semana pra ler algum, alguns ou todos?!

Super beijo cheio de batom pra vocês.

Comentários

    1. Pricila Daguerre Autor do post

      São todos muito bons, Roberta. Obrigada pela visita. Beijos

  1. Fernanda

    Só li o Pequeno Priincipe da tua lista, acho tão lindo! ❤️

    1. Pricila Daguerre Autor do post

      Sério? Leia Poliana. Tu vai amar de paixão! Pequeno Principe é lindo mesmo. Super beijo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *